Postado em 30/09/2021 | Compartilhar com


Golden Cup divulga vencedores do 7º Torneio Melhor Café Fairtrade do Brasil
.


 

A Coordenadora Latino-Americana e o Caribe de Pequenos Produtores e Trabalhadores do Comercio Justo – CLAC, em parceria com a Associação de Produtores Fairtrade do Brasil - BRFAIR, com o apoio da International Trade Centre – Alliance for Action, ITC; Associação Brasileira de Cafés Especiais – BSCA; e Minasul, realizou entre os dias 20 e 21 de setembro a segunda etapa do 7º Torneio Melhor Café Fairtrade do Brasil – Golden Cup. Esta última etapa contou com 27 amostras, das quais 23 eram do tipo Arábica e quatro Robusta.

O principal objetivo do concurso é contribuir para a promoção dos cafés do Comércio Justo a nível nacional e internacional. Além disso, promover a expansão de mercados para o produto e; incentivar a adição de valor e distribuição de rendimentos através da produção e comercialização de cafés de qualidade, derivados de processos de produção sustentáveis.

O torneio foi dividido em duas etapas. A primeira aconteceu entre os dias 01 a 03 de setembro nas instalações da Associação Brasileira de Cafés Especiais – BSCA. Foram 35 amostras apresentadas, das quais 27 seguiram para a segunda etapa – na Minasul, entre os dias 20 e 21 de setembro. Foram ao todo, 15 Organizações de Pequenos Produtores Fairtrade (OPPs) que participaram representando mais de dois mil Pequenos Produtores Fairtrade do Brasil.

As 27 amostras participantes da segunda etapa foram avaliadas por juízes de alto nível, membros de exportadoras internacionais, e com sede no Brasil, como NKG Stockler, Volcafe, Cafebrás, Ally, Algrano, Sancoffee, Olam, Nestle, e 3 Corações.

Os nomes dos vencedores foram anunciados nesta quarta-feira (29) em uma cerimônia virtual com a presença de representantes do sistema Fairtrade de várias partes do mundo, compradores, produtores e apoiadores.

O gerente comercial de café da CLAC, João Mattos, explica a evolução dos sete anos de torneio. “No início, a qualidade dos cafés era baixa e vendo hoje tantos finalistas, não só na categoria microlotes, mas contêiner cheio, arábica e robusta, nos faz acreditar no trabalho que desempenhamos em fomentar conhecimento. Este ano, recebemos um número muito maior de amostras de cooperativas que participaram do torneio e vemos esse reflexo também na xícara. Apesar de um período turbulento como este para o Brasil, com a seca e geada e daí vemos estes produtores, que conseguiram fazer cafés fantásticos. É de dar orgulho”, completa.   

A oferta de microlotes no ano de 2020 em toda a América Latina foi, segundo João, de 35 mil sacas. A previsão para este ano já supera o dobro, em torno de 85 mil sacas.

A juíza principal e coordenadora do concurso, Cecília Sanada, traça um parâmetro entre os cafés finalistas de 2020 e os cafés de 2021. “Alguns cafés mantiveram a qualidade do ano passado e, por serem finalistas novamente, alguns ressaltaram ainda mais as características da sua região. Segundo ela, os cafés robustas surpreenderam neste torneio pela sua limpeza e processo de fermentação, e despista: “Os arábicas surpreenderam tanto quando os robustas. O que posso dizer é que ficou meio a meio”.

Nesta segunda fase, os cafés foram apresentados a potenciais compradores com a finalidade de levar os cafés dos produtores para novos mercados. A ideia é valorizar sempre o pequeno produtor que, apesar de um ano atípico, com secas, geadas e entraves logísticos, acreditou e investiu na qualidade de seu café para se tornar especial.  

 

É como explica um dos convidados e potencial comprador, o gerente nacional de agricultura da Nestlé, Pedro Malta Campos. “Definitivamente, a qualidade média dos cafés, ano após ano, melhora. Esta é a lógica dos concursos, que trabalha com estabelecimento de parâmetros e referências e os produtores estão sempre querendo se superar e superar os cafés que se destacam em determinado concurso. Aqui, hoje, o que pude perceber são os métodos de fermentação controlada que estão cada vez mais presentes e são utilizados cada vez com mais competência entre os produtores, pois abre um leque de possibilidades para o provador e para o mercado. Além disso, os métodos mais tradicionais, como natural e o cereja descascado, performaram muito bem na xícara, o que fortalece o caminho ao mercado dos cafés Faitrade do Brasil”.

Outro comprador presente no evento, o supervisor de cafés especiais da Três Corações, Everton Tales da Silva, conta sobre os cafés que ele provou. “Tivemos vários lotes com características excepcionais e de vários lugares do país. No arábica por exemplo, pude ver cafés com notas frutadas, de pêssego, com doçura marcante de rapadura, acima de 90 pontos. Me surpreendeu demais por conta da complexidade entre doçura e acidez”.       

O Brasil conta com 31 Organizações de Pequenos Produtores certificas Fairtrade para o produto café, sendo três delas atuantes também com Robusta. Em três anos, nove cooperativas orgânicas se juntaram ao Fairtrade, intensificando a força dos 17 mil pequenos produtores, que hoje tem potencial para produção de 2,100 milhões de sacas de café.

Para a diretora executiva da BSCA, Vanusia Nogueira, o Golden Cup foi um facilitador para os pequenos produtores na hora de exportar seus cafés. “O Golden Cup garimpa novas opções para compra de cafés com a finalidade de exportá-los. E esse concurso desafia os produtores a procurarem melhorar a qualidade de seus cafés, visto que, na outra ponta você tem a questão do acesso ao mercado. Muitas empresas hoje, já estão com a mente aberta para experimentar cafés e isso vai criando consistência de entrega além de fidelização com cafeterias e torrefadoras.

Os vencedores serão, ainda, apresentados nas feiras Specialty Coffee EXPO, que será realizada de 30 de setembro a 3 de outubro, em Nova Orleans / Louisiana – Estados Unidos; e na Café Show Seoul, que será realizada de 10 a 13 de novembro, na capital da Coreia do Sul.

Confira, abaixo, a lista dos VENCEDORES do 7º Torneio Melhor Café Fairtrade do Brasil:

Categoria Arábica “Microlotes”

 

Código

Categoria

Organização

Produtor (a)

1

71002

Microlotes

APASCOFFEE – Cooperativa dos Produtores do Alto da Serra

Marcio Bicciato

2

71021

Microlotes

COORPOL - Cooperativa Regional Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas do Povo Que Luta

Fabiano Henrique Diniz

3

71016

Microlotes

COOPFAM - Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região Ltda

Gilvânia Domiciano de Amorim

4

71004

Microlotes

COOPERVITAE - Cooperativa Agropecuária dos Produtores Orgânicos de Nova Resende e Região Ltda

Antônio Rodrigues de Miranda

5

71018

Microlotes

APSL Associação dos Produtores de Cafés Especiais do Bairro de Santa Luzia e Região

Jonas Tadeu Ragazzo

6

71001

Microlotes

APPCER - Associação dos Pequenos Produtores do Cerrado

Alan Michel Batista

7

71008

Microlotes

APROD - Associação dos Cafeicultores de Montanha de Divinolândia

Manassés Sampaio Dias

8

71011

Microlotes

APASCOFFEE – Cooperativa dos Produtores do Alto da Serra

Alessandro Alvez Hervaz

9

71015

Microlotes

COOPFAM - Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região Ltda

José Messias de Lima

10

71010

Microlotes

ACAFEG - Associação dos Cafeicultores do Bairro Gabirobal

Odimar Crochiquio de Carvalho

11

71019

Microlotes

COORPOL - Cooperativa Regional Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas do Povo Que Luta

Ercilei Oliveira Tito

12

71017

Microlotes

APSL Associação dos Produtores de Cafés Especiais do Bairro de Santa Luzia e Região

João Batista Ricci

13

71020

Microlotes

ASCARIVE - Associação Dos Cafeicultores do Vale do Rio Verde

Marcio Heleno de Carvalho Junqueira

14

71006

Microlotes

DOS COSTAS - Cooperativa dos Produtores de Café Especial de Boa Esperança

Denys Aparecido Costa

15

71013

Microlotes

COOPERCAFEM – Cooperativa dos Produtores de Cafés Especiais dos Martins

Leandro Reguim

16

71005

Microlotes

COOCAMINAS - Cooperativa dos Pequenos Cafeicultores de Poço Fundo e Região LTDA

Odênes Ribeiro da Silva

Categoria Arábica “Container Cheio”

 

Código

Categoria

Organização

Produtor (a)

1

71024

Container

COOPERVITAE - Cooperativa Agropecuária dos Produtores Orgânicos de Nova Resende e Região Ltda

n/a

2

71023

Container

COOPERVITAE - Cooperativa Agropecuária dos Produtores Orgânicos de Nova Resende e Região Ltda

n/a

3

71029

Container

APSL Associação dos Produtores de Cafés Especiais do Bairro de Santa Luzia e Região

n/a

4

71007

Container

COOCAMINAS - Cooperativa dos Pequenos Cafeicultores de Poço Fundo e Região LTDA

n/a

5

71028

Container

APSL Associação dos Produtores de Cafés Especiais do Bairro de Santa Luzia e Região

n/a

6

71022

Container

ACAFEG - Associação dos Cafeicultores do Bairro Gabirobal

n/a

7

71027

Container

APASCOFFEE – Cooperativa dos Produtores do Alto da Serra

n/a

Categoria Canephora “Microlotes”

 

Código

Categoria

Organização

Produtor (a)

1

71030

Microlote

CAFESUL - Cooperativa dos Cafeicultores do Sul do Estado do Espírito Santo

Aliciana Helena Rosa Castro

2

71033

Microlote

CAFESUL - Cooperativa dos Cafeicultores do Sul do Estado do Espírito Santo

Luís Cláudio de Souza

Categoria Canephora “Container Cheio”

 

Código

Categoria

Organização

Produtor (a)

1

71034

Container

CAFESUL - Cooperativa dos Cafeicultores do Sul do Estado do Espírito Santo

n/a

2

71035

Container

CAFESUL - Cooperativa dos Cafeicultores do Sul do Estado do Espírito Santo

n/a

 

ORGANIZAÇÃO

Coordenadora Latino - Americana e o Caribe de Pequenos Produtores e Trabalhadores do Comércio Justo - CLAC e a Associação das Organizações de Produtores Fairtrade do Brasil - BRFAIR. 

 COORDENAÇÃO

 

 

Cecília Sanada (Arabica Q Grader pelo Coffee Quality Institute EUA).

 

APOIO

 

Associação Brasileira de Cafés Especiais – BSCA

 

 

Cooperativa Agroindustrial de Varginha Ltda – MINASUL

International Trade Centre - ITC

Busca

Agrocast

O Agrocast é um dos canais de comunicação da Cooperativa Minasul para você, produtor, a respeito do Universo Agro. Temas relevantes de commoditie, economia e sustentabilidade da agricultura brasileira toda semana para você. Então fique de ouvidos atentos!!

© 2017 MINASUL - TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO | Todos os direitos reservados.